Manifestação em prol dos policiais mortos no Rio de Janeiro

 Manifestação em prol dos policiais mortos no Rio de Janeiro

Fórum Nacional de Segurança Pública traçou um perfil dos policiais civis e militares assassinados por criminosos no Brasil em 2018. A maioria deles é negra (51,7%), homem (96,9%) e tem entre 30 e 39 anos (35,3). Boa parte das ocorrências foram registradas como homicídio doloso (60,6%) e como latrocínio (32%).Veja mais no MSN Brasil:

Apesar de o número ainda ser alto para os padrões mundiais, a quantidade de policiais mortos no Brasil diminuiu de 2017 para 2018, de 373 para 343, o que representa uma queda de 8%.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira no Anuário da Segurança Pública, que se baseia nos números das Secretarias de Segurança Pública dos 27 estados brasileiros.

A publicação também registrou 57.341 mortes violentas em 2018. São quase 157 assassinatos por dia, ou seis por hora. O número é alto e coloca o país no ranking dos mais violentos do mundo, mas também representa uma queda de 10,8% em relação a 2017, que bateu o recorde da série histórica com 63.880 mortes computadas.

Especialistas da área de segurança pública explicam que a queda no número de homicídios ocorre em boa parte devido a um arrefecimento na guerra pelo controle do tráfico de drogas entre facções criminosas, que se deflagrou em 2016 e chegou ao auge em 2017.

Fonte:MSN

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.