O trio suspeito de matar o casal Gerônimo Skulny, de 62 anos, e Juvência Rodrigues Skulny, de 55 anos, em Guaraniaçu, na última sexta-feira (03), foi detido na tarde desta terça-feira (07) pela Polícia Civil.

As vítimas foram mortas com golpes de faca e facão e os corpos encontrados apenas na manhã de sábado (04). O homem trabalhava como servente de pedreiro e a mulher como catadora de recicláveis.

O caso chocou a população por conta da crueldade empregada no crime. Conforme o delegado da Polícia Civil de Guaraniaçu, Bruno Amaral, até hoje, sete testemunhas foram ouvidas e todas relataram as mesmas informações e apontaram os suspeitos como os autores do bárbaro e cruel duplo homicídio.

Os três suspeitos já haviam sido identificados pela polícia, que ainda nesta sexta-feira representou pela prisão temporária junto ao Poder Judiciário, que expediu os mandados.

Segundo Amaral, no momento da abordagem, o trio apresentava cansaço. “Eles estavam caminhando pelo mato e tentando se esconder, mas não conseguiram asilo em nenhum lugar. Dormiam no meio do mato. Estavam com medo de uma possível retaliação da própria sociedade”, comenta o delegado.

O delegado também relatou que dois dos suspeitos teriam matado as vítimas, enquanto que o terceiro envolvido ficou vigiando o local para avisar sobre uma eventual presença policial.

Outro detalhe que torna o crime ainda mais brutal é fato de que, segundo o delegado, um dos suspeitos é familiar de uma das vítimas.

Os detidos foram encaminhados ao setor de carceragem de Guaraniaçu e posteriormente devem ser transferidos para outra unidade prisional.

A Polícia Civil aguarda, agora, a conclusão dos laudos de necrópsia para a conclusão do inquérito policial.

(Fonte: Catve)

1-1 PG ELETRIBEL
Paraná
Comunic
Vizi Pet
Rc Amb. Planejados
Real Planejados
Saboretto
Viper
Zanella

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.