Morreu no último sábado (27), aos 100 anos de idade, Vera Faria Medeiros Ribeiro, primeira mulher eleita vereadora em Juiz de Fora. A notícia foi divulgada pela Câmara Municipal nesta terça-feira (30).

Para marcar a data, o vereador Rodrigo Mattos (PSDB) sugeriu que a Menção Honrosa que anualmente é entregue às mulheres que se destacaram na vida do município passe a se chamar Menção Honrosa Vereadora Vera Faria. O texto segue para aprovação após o carnaval.

Continua depois da publicidade



Vera foi internada dias antes de falecer, no Rio de Janeiro,, para tratar uma pneumonia. O sepultamento foi realizado nesta segunda (29), no Cemitério Municipal de Juiz de Fora.

A primeira vereadora de Juiz de Fora nasceu no dia 29 de setembro de 1917. É filha de Joaquim Simeão de Faria, vereador por duas gestões em períodos diferentes e Braulina Brum.

Vera Faria Medeiros Ribeiro morreu no último sábado, no Rio de Janeiro, onde morava. (Foto: Câmara Municipal/Divulgação )

Vera Faria Medeiros Ribeiro morreu no último sábado, no Rio de Janeiro, onde morava. (Foto: Câmara Municipal/Divulgação )

Vera ingressou no serviço público em 1939, após convite do prefeito Rafael Cirigliano. Na Câmara, ela deu ênfase ao trabalho social, voltado principalmente para menores carentes e idosos. Ela foi a quinta mais bem votada entre os eleitos para a primeira legislatura após o regime militar, entre 1968 e 1972.

Entre os feitos políticos, a vereadora ficou conhecida por diversos trabalhos sociais. Além disso, é autora da lei que criou o Clube Educativo dos Engraxates Dom Bosco, que encaminhava jovens para a educação, o trabalho, a saúde, o lazer e viabilizou a criação da Guarda Mirim, que completou 50 anos de funcionamento em 2016.

Fonte: G1

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL
Paraná
Comunic
Vizi Pet
Rc Amb. Planejados
Real Planejados
Saboretto