Ex-presidente foi cercado por militantes na chegada à Justiça em Curitiba

© Rodolfo Buhrer / Reuters

Ao gritos de “Lula presidente”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi cercado por centenas de militantes petistas e do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) na chegada à Justiça Federal, pouco antes das 14h desta quarta (13).

Ele desceu do carro e caminhou por alguns metros, cercado pelos manifestantes e por líderes petistas, como a senadora e presidente do PT, Gleisi Hoffmann, os senadores Humberto Costa e Lindbergh Farias, o ex-ministro Alexandre Padilha, o presidente da CUT Vagner Freitas, entre outros.
Os militantes faziam um cordão de isolamento em torno do petista e gritavam “Fora, Temer” e “Lula guerreiro do povo brasileiro”.

Enquanto isso, moradores dos prédios ao redor também foram às janelas para observar o movimento. Alguns gritaram “bêbado”, “vagabundo” e “ladrão”.

Mais cedo, uma mulher gritou “corruptos” e “Vai trabalhar, vagabundo”, enquanto mostrava o dedo do meio e fazia sinais imitando as grades da prisão.

Fonte: Notícias ao Minuto

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL
Vizi Pet
Rc Amb. Planejados