Um estudo feito na China mostra que uma lacraia da espécie Scolopendra subspinipes mutilans pesando apenas 3 gramas é capaz de dominar em 30 segundos um camundongo de 45 gramas injetando seu veneno numa única mordida.

Os pesquisadores identificaram uma toxina ainda não conhecida nessa espécie de artrópode, batizada com a sigla SsTx, que afeta o controle da tensão arterial e da irrigação sanguínea pulmonar dos camundongos.

Continua depois da publicidade



Essa toxina causa convulsões e reduz a respiração nos roedores, e é capaz de provocar falta de irrigação no coração de macacos.

Segundo os autores, a maioria dos efeitos da toxina podem ser revertidos pelo composto retigabina, usado no tratamento de epilepsia. A pesquisa foi pulicada na revista “Proceedings” da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

Fonte: G1

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL