Rapaz de 23 anos não tem antecedentes criminais e se apresentou após o flagrante; ele vai responder pelo crime em liberdade

(Foto: Lúcio André/RICTV Curitiba)

Willian Patrick da Luzz, de 23 anos, suspeito de assassinar o próprio pai com mais de 20 golpes de facão em Curitiba, se apresentou à Polícia na tarde desta quinta-feira (19). o jovem chegou à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) acompanhado de um advogado, prestou depoimento e foi liberado em seguida.

Ele não conversou com a imprensa, mas disse em depoimento que agiu em legítima defesa. A delegada Aline Manzatto, responsável pelo caso, disse que esta justificativa pode ser contestada. “A legítima defesa é aceitável quando você ataca alguém pra se proteger de uma agressão injusta. A partir do momento que ele conseguiu parar a agressão, mas continuou golpeando o pai, acontece um excesso de legítima defesa”, explicou.



De acordo com uma vizinha que presenciou o crime, o jovem desferiu mais de 20 golpes de facão contra o pai. A testemunha disse à polícia que tentou intervir, pedindo para o rapaz parar, mas ele continuou esfaqueando o homem. “Ele dizia que se não matasse, ele é que seria morto pelo pai”, disse a delegada.

O jovem não tem antecedentes criminais e, como se apresentou depois do prazo de 24 horas do flagrante, não ficou preso e deve responder pelo crime em liberdade.

Fonte: Ric Mais

Saboretto
Viper
Zanella
2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL
Paraná
Comunic
Vizi Pet