Com o resultado do jogo de ida, equipe carioca precisa agora de três gols no Maracanã na próxima semana para seguir na competição continental

Gabigol foi bem marcado e pouco produziu contra o Emelec

Gabigol foi bem marcado e pouco produziu contra o Emelec

Complicou para o Flamengo. Jogando no Equador na noite desta quarta-feira, a equipe carioca, mesmo com um jogador a mais durante boa parte do segundo tempo, foi derrotada pelo Emelec por 2 a 0, com gols de Godoy e Caicedo e ficou em situação delicada na Libertadores. 

Para se classificar às quartas de final da competição continental, o Flamengo precisa agora vencer por três gols de diferença na semana que vem, no jogo de volta, que será disputado no Maracanã.

O jogo

Por causa das ausências de Éverton Ribeiro, Arrascaeta e Vitinho, o técnico Jorge Jesus decidiu inovar, deslocando Rafinha para atuar como ponta direita e colocando Rodinei na lateral. E foi justamente sobre o camisa 2 que o Emelec abriu o placar, logo aos 10. Após bola lançada, Guerrero recebeu na esquerda do ataque do time equatoriano. Ele bateu cruzado e Godoy, com total liberdade dentro da área, bateu de primeira para abrir o placar.

O gol assustou um pouco o Flamengo, que aos poucos foi se soltando. Aos 29, Gabigol quase empatou com um golaço. O atacante recebeu pela esquerda e fez bela jogada individual antes de chutar da entrada da área, obrigando Dreer a espalmar. No rebote, Bruno Henrique tentou mandar para o gol, mas pegou muito mal na bola.

Aos 37, o rubro-negro voltou a se aproximar do gol do Emelec em cabeçada de Léo Duarte, mas a bola foi para fora.

Na volta para a segunda etapa, um grande susto. Rodrigo Caio falhou ao tentar cortar e deixou a bola no jeito para Angulo finalizar. Porém, o centroavante equatoriano furou e protagonizou um lance bastante bizonho.

Aos 8 minutos, Rafinha colocou na frente e o zagueiro Vega, totalmente atrasado, acertou um chute no flamenguista ao tentar afastar a bola, recebendo o cartão vermelho direto.

A expulsão teve reação imediata do Flamengo, com o técnico Jorge Jesus tirando Rodinei e colocando o atacante Lincoln. E o garoto por pouco não se consagrou rapidamente. Aos 15, ele recebeu belo passe de Gerson, mas isolou a bola. Aos 28, foi Gabigol quem serviu Lincoln, que girou e chutou fraco, para fácil defesa de Dreer.

Porém, o castigo veio na sequência. Em rápido contra-ataque, a bola chegou até Guerrero, que ajeitou para Caicedo chutar forte. A bola aidna desviou em Renê e matou o goleiro Diego Alves.

Tentando diminuir a desvantagem, o Flamengo ainda mandou uma bola na trave, com Renê, aos 39, mas o placar ficou mesmo em 2 a 0 para os donos da casa.

EMELEC (EQU) 2 X 0 FLAMENGO

Estádio: George Capwell, em Guayaquil (EQU)
Data/hora: 24/7/2019, 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Fernando Rapallini (ARG) – Nota LANCE!: 6,5 (não influenciou no resultado, aplicando bem os cartões e usando de forma correta o VAR)
Assistentes: Diego Bonfa (ARG) e Maximiliano Del Yesso (ARG)
Árbitro de vídeo: Leodan Gonzalez (URU)
Público/renda: Indisponíveis
Cartões amarelos: Guerrero (EME) e Willian Arão, Gerson, Bruno Henrique (FLA)
Cartão vermelho: Leandro Vega 8’/2ºT (EME)

GOLS: Godoy 10’/1ºT (1-0) e Caicedo 33’/2ºT (2-0)

EMELEC: Dreer, Caicedo, Jordan Jaime, Leandro Vega e Óscar Bagui; Dixon Arroyo, Nicolás Queiroz (Mejía 11’/2ºT) e Godoy; Guerrero (Carabalí 35’/2ºT), Bryan Cabezas (Orejuela 4’/2ºT) e Brayan Angulo. Técnico: Ismael Rescavo.

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei (Lincoln 12’/2ºT), Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Willian Arão (Cuéllar 19’/2ºT), Gerson (Lucas Silva 20’/2ºT), Rafinha e Diego; Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus.

Fonte: R7

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL
Vizi Pet
Rc Amb. Planejados