O assunto é tema da coluna da semana da nossa sexóloga Cátia Damasceno

Recebo muitos pedidos de dicas para aumentar e ajudar na lubrificação. Mas e quando a questão é justamente o contrário: o excesso? Esse é o assunto da coluna de hoje!

O QUE É LUBRIFICAÇÃO?
Antes de tudo, vamos falar um pouco sobre a lubrificação. Quando uma mulher está excitada, seu corpo passa por uma série de mudanças, com o objetivo de se preparar para a relação sexual. Em uma linguagem simples, a lubrificação é a resposta que nós mulheres damos à excitação sexual – assim como os homens têm ereção, nós temos este indicador físico de que estamos nos preparando para o sexo, a fim de facilitar a penetração e ter maior prazer.

O EXCESSO DE LUBRIFICAÇÃO
Quando você está excitada sexualmente, a lubrificação da vagina é suficiente para que o casal possa desfrutar do sexo prazeroso. Embora não seja tão comum como outras disfunções sexuais femininas, o excesso de lubrificação pode afetar seus relacionamentos e intimidade.

O excesso de lubrificação durante o sexo arruína o prazer de ambos os parceiros. Os homens podem achar incômodo uma intensa lubrificação, pois o pênis escorrega durante as relações sexuais. Já as mulheres não sentem prazer, pois diminuí a fricção do pênis contra a parede vaginal.

CAUSAS
Isso pode ser causado devido ao estrogênio ou oxitocina excessiva no útero, colo do útero e vagina. O hormônio prostaglandina E-2 em excesso no tecido uterino, cervical e vaginal também pode aumentar a lubrificação durante a relação sexual. Abaixo, algumas das causas por trás deste problema:

Medicação: As pílulas anticoncepcionais e medicamentos prescritos podem aumentar os níveis de estrogênio no colo do útero, útero e vagina. O alto nível de estrogênio ou mudanças repentinas nos níveis de outros hormônios pode levar à lubrificação excessiva da vagina. Isso é mais comum quando você começa, para ou muda para uma nova pílula anticoncepcional.

Gravidez: O excesso de lubrificação vaginal também é frequentemente notado durante os primeiros dias de gravidez. Isso ocorre devido ao aumento do nível de progesterona no fluxo sanguíneo vaginal. Com a progressão na gravidez, o nível de lubrificação volta ao normal. Se isso não acontecer, é melhor procurar um médico.

Infecção: Infecções vaginais, por fungos (candidíase) e tricomoníase são causas comuns de secreção excessiva de líquido da vagina. Nestes casos, é necessário uma avaliação e tratamento adequado para tratar infecções.

Cátia Damasceno é sexóloga e especialista em relacionamentos. Está à frente do Mulheres Bem Resolvidas, o maior canal de sexualidade do Youtube.

1-5 PG - Salão do Automóvel
2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL