O gengibre é uma erva perene que atinge até 1,5 m de altura

Seus rizomas são muito usados para fins medicinais e como especiaria, especialmente na culinária de países asiáticos. Os rizomas são usados frescos, secos, em pó, cristalizados ou em conserva, em pratos doces e salgados. Seu chá é popular como bebida na China, Coreia e alguns outros países. Também é usado em bebidas alcoólicas como o quentão brasileiro e as cervejas de gengibre, e no oriente médio é popular como especiaria no leite ou no café. O gengibre também é frequentemente cultivado em jardins tropicais como planta ornamental.

Clima
O gengibre é uma planta de climas subtropicais e tropicais, podendo ser cultivado na faixa de temperatura indo de 17°C a 35°C. A planta prefere alta umidade relativa do ar. Em climas um pouco mais frios, o gengibre pode ser cultivado nos meses quentes do ano, precisando de proteção nos meses em que há temperaturas mais baixas.

Luminosidade
Cultive em sombra parcial ou com luz solar direta.

Solo
O solo deve ser bem drenado, leve, fértil e rico em matéria orgânica. O pH ideal do solo está entre 5,5 e 7, mas a planta tolera um pH entre 4,3 e 7,5.

Continua depois da publicidade



Irrigação
Enquanto a planta está crescendo, irrigue com frequência para que o solo seja mantido sempre úmido, mas nunca encharcado. Quando as folhas começam a amarelar diminua a frequência das irrigações. Se não for feita a colheita, quando a planta estiver dormente suspenda totalmente a irrigação, voltando a irrigar quando os brotos surgirem.

Plantio
O plantio é feito com pedaços de rizomas (chamados de gomos) de 3 a 5 cm de comprimento. Os gomos ou pedaços de rizoma, com uma ou duas gemas cada, são plantados no local definitivo da plantação a até 5 cm de profundidade, ou em canteiros e vasos, sendo então transplantados depois de um mês, quando as mudas têm aproximadamente 3 cm de altura.

O espaçamento entre as plantas pode ser de 70 a 90 cm entre as linhas de plantio e de 30 a 50 cm entre as plantas, mas muitos usam outros espaçamentos. Diminuir o espaçamento entre as plantas aumenta a produção, mas dificulta a colheita, que geralmente acaba danificando os rizomas. Por outro lado, em lavouras mecanizadas o espaçamento normalmente é maior, e o plantio é feito com linhas duplas no espaçamento de 1,3 m x 50 cm x 20 ou 30 cm.

O gengibre também pode ser cultivado em vasos grandes. Em regiões de inverno frio, o plantio em vasos é o ideal em plantações domésticas, deixando o vaso dentro de casa durante os meses frios do ano.

Continua depois da publicidade



Tratos culturais
Retire com cuidado as plantas invasoras que estejam concorrendo por nutrientes e recursos, de forma a não danificar os rizomas do gengibre.

Os rizomas não devem ficar expostos, sendo necessário amontoar terra sobre estes se for verificado que isso está começando a ocorrer. Amontoar terra junto as plantas também pode ajudar a manter as hastes das folhas eretas, evitando que tombem.

Colheita
A colheita do gengibre pode ocorrer de 7 a 12 meses após o plantio, quando as hastes e folhas começam a ficar amareladas. As plantas podem ser arrancadas com cuidado a mão ou a terra pode ser revirada, por exemplo, com forquilhas, para expor os rizomas, que são então lavados e deixados secar por um ou dois dias.

Em plantações domésticas, não é necessário colher a planta inteira. Uma parte do solo pode ser escavada em torno da planta, de forma a expor um pedaço do rizoma. Este é colhido, deixando o resto da planta intacta para continuar seu crescimento. Desta forma a planta pode viver por vários anos, sem necessidade de replantio. Em plantações comerciais o gengibre é cultivado anualmente.

Fonte: Hortas

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL