Para algumas pessoas, correr é apenas uma forma de praticar exercício físico e manter a saúde em dia. Para outras, entretanto, é um estilo de vida como é o caso do casal paranaense Andréa Schiavone, 34 anos, e Tiago Lopes, 35 anos

Arquivo pessoal

Naturais de Maringá, no Norte do Paraná, os dois vão dedicar os próximos dois anos exclusivamente a treinamentos e maratonas em uma volta ao mundo que passará por 42 provas em 60 países.

O casal parte para a aventura no próximo dia 5 de de dezembro. A experiência tanto em maratonas quanto nos treinamentos será compartilhada por meio de vídeos no canal “42em2” no YouTube. Aos que quiserem aventura semelhante, Andréa e Lopes calculam que a viagem custará cerca de R$ 100 mil por ano, sem contar algumas provas que são caras. Para conseguir o valor, Andrea e Tiago venderam casa, carro e até roupas.

A dupla elegeu quatro provas como prioridade dadas às condições extremas e particularidades de cada uma delas [destacadas no mapa abaixo].

“A gente vai correr na Sibéria, a neve, onde em alguns anos chega a -50ºC. Outra que a gente vai correr é Tóquio, onde mais de 350 mil pessoas participam da prova, então isso dificulta. Muralha da China que, além da maratona, tem um monte de degraus para testar a resistência. E, por fim, uma maratona que é um safári na África do Sul. Esta, fora o cansaço, tem a adrenalina de encontrar um animal no meio do caminho”, destacou Andréa.

Continua depois da publicidade



Iniciante na arte da corrida, Andrea conta que deixou a carreira como produtora de cinema e de publicidade de lado. “Vendi tudo que eu tinha e larguei um emprego no meu auge no Rio de Janeiro para poder me dedicar à corrida”, conta Andréa. A produtora, e agora atleta, destaca que o projeto é um grande desafio para trabalhar o corpo e a mente e teve a ideia inspirada na mãe. “Aprendi muito com a minha mãe, que faleceu há um ano. ‘Por que não ter um desafio?’ Já que tenho saúde vou usar isso ao meu favor”, diz.

“Já fiz deserto do Atacama, Nova Iork, Berlim, Chicago. Vai-se somando experiências para diferentes maratonas. No ano passado fiz a ultramaratona na Califórnia, corri 84km”, ressaltou Lopes que é personal trainer em Maringá e corre há 10 anos.

Fonte : Paraná portal

1-5 PG - Salão do Automóvel
2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL