Notícias

Juninho Cibulski vai intercambiar na Hungria

03/03/2014


Emerson Cunha – O estudante Osvair Luis Cibulski Jr (Juninho), com o diretor do Jornal Espaço Regional João Carlos Lindner (esquerda), de 23 anos, residente do município de Nova Prata do Iguaçu, é um dos 1400 brasileiros que conquistou uma vaga para intercâmbio de estudo no ensino superior. Juninho, natural de Francisco Beltrão, estudante do curso de Engenharia Civil na Universidade de Pato Branco, UTFPR, concluiu com êxito o processo seletivo para uma bolsa de estudos cedida pelo Projeto do Governo Federal Ciência sem Fronteiras, para o intercâmbio com a Eötvös József foiskola na cidade de Baja – Hungria, a aproximadamente 190 quilômetros da capital Budapest.
Osvair tem um ano e seis meses de bolsa integral para prestar o curso de Engenharia Civil no exterior e concluir posteriormente o último ano restante de sua graduação no Brasil. Dentre os 18 meses de intercâmbio seis meses se reservam a um estágio lingüístico e um ano de curso da graduação.
Com grande ansiedade, Osvair Luis Cibulski Jr embarcou no dia 23 de fevereiro, com destino a capital estrangeira onde permanecerá até dia 28, sexta, e só então seguirá o destino da cidade Baja, localizada no sul do país. Além do período de adaptação a lingua Cibulski terá que enfrentar a mudança climática da região que oferece nada menos do que a casa dos -6° C, e com a localização de hemisfério estará ainda no inverno europeu.
O jovem estudante, conta com grande apoio de sua família e amigos, que querem acompanhar o desenvolvimento do menino cujos familiares são pioneiros no município.
Juninho disse que sua mãe, a professora Juraci Maria de Moraes, não aprovou a idéia de intercâmbio por tornar a conclusão do curso de graduação mais longa. Segundo Juninho, assim que os processo de homologação foram se confirmando ela acabou aceitando e hoje está orgulhosa do filho por ter a chance de estudar no exterior.
O estudante de engenharia Osvair Cibulski dentre os projetos para o futuro de sua carreira, espera que, o intercâmbio promova pontos positivos, e que traga novas experiências e técnicas para a construção civil. Juninho disse que pretende buscar a especialização do seu curso de engenharia para recursos urbanos hídricos, como saneamento básico e tratamento de água.


Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!